Formações Lexicais por Analogia: explicação diacrônica para os nomes populares de estádios de futebol no Brasil (Word formation by analogy: diachronic explanations for nicknames applied to Brazilian football soccer stadiums)

Pedro Perini-Santos, Thiago Henrique Dornas da Silva

Resumo


RESUMO

Este artigo apresenta uma proposta analógica para explicar o alto índice de uso de nomes populares com o final [–ão] associados aos estádios de futebol no Brasil: 55,5% dos apelidos de estádios de futebol terminam em [–ão]. O que se sustenta é que a inauguração do estádio hoje apelidado “Mineirão” gerou um efeito analógico para o uso desta marcação mórfica com a finalidade específica de apelidar estádios de futebol no vernáculo nacional. Mesmo reconhecendo que haja imprecisões em seu argumento empírico, sustenta-se que a explicação por analogia é mais adequada do que a suposição da existência de regras de formação de palavras autônomas.


PALAVRAS-CHAVE

Logos. Morfologia. Analogia. Estádios de futebol. Apelidos. “Mineirão”.


ABSTRACT

this paper proposes an analogy in order to explain the high rate of use the of the morpheme [–ão] in nicknames given to brazilian stadiums: 55.5% of them end with this mark [–ão]. What we propose is that the inauguration of the stadium nowadays called “Mineira?o” started the use of the morphological informationwith the specific purpose of dubbing football stadiums in the national vernacular. Even if we consider that there are some inaccuracies in its empirical argument, we still argue that the explanation by analogy is more appropriate than the assumption of the existence of autonomous word formation rules.


KEYWORDS

Morphology. Analogy. Football soccer stadiums. Nicknames. “Mineirão”.



Texto completo:

|PDF|


Direitos autorais

© Copyright 2005- Estudos da Língua(gem) - Todos os Direitos Reservados

Latindex   Sumários    Home